Pages

quinta-feira, 30 de julho de 2009

A resposta objetiva para uma pergunta tão simples...
.

.

Chega de rodeios, nada daquela embromação de previsão do tempo...

Quer saber se no fds vai fazer aquele solzinho gostoso ou aquela chuva desagradável?

Neste site eles vão direto ao ponto, não tem meio termo, a resposta é simples: SIM ou NÃO.

Para saber, basta digitar o nome da cidade apertar o Enter e tcharam…a informação aparece.

Fácil e prático, amei!

. O site é esse aqui Ó...

.
É, acho que estou na TPM...
Oremos...
Preciso dizer 3 coisas...
.
1) Meu namorado (que por sinal amo demais) precisa entender que não sou mãe dele, muito menos o Google...rs
.
2) Chega de tanta notícia ruim na tv! Que saudade da época que minha preocupação era só se o capítulo de Chaves não ia ser repetido...
.
3) Preciso arrumar meu armário, mas dormir me dá muito mais prazer...
.
Pronto, falei...rs

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Oba! Tá chegando sexta-feira!!!!
.
...
Lilith...
.
"Quando dou, não tomo
Multiplico, somo
Amo, mas não domo
Sou fada e gnomo
Quando eu dou,
eu como..."
(Silvia Sangirardi)
...Música para os meus ouvidos...
.
(Porque eu AMO Cazuza e essa música é simplesmente perfeita...)
.
Agora eu vou cantar pros miseráveis
Que vagam pelo mundo derrotados
Pra essas sementes mal plantadas
Que já nascem com cara de abortadas
Pras pessoas de alma bem pequena
Remoendo pequenos problemas
Querendo sempre aquilo que não têm
Pra quem vê a luz
Mas não ilumina suas minicertezas
Vive contando dinheiro
E não muda quando é lua cheia
Pra quem não sabe amar
Fica esperando
Alguém que caiba no seu sonho
Como varizes que vão aumentando
Como insetos em volta da lâmpada
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem
Quero cantar só para as pessoas fracas
Que tão no mundo e perderam a viagem
Quero cantar o blues
Com o pastor e o bumbo na praça
Vamos pedir piedade
Pois há um incêndio sob a chuva rala
Somos iguais em desgraça
Vamos cantar o blues da piedade
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem
.
(Blues da Piedade - Roberto Frejat/Cazuza)

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Marcelinho, meu príncipe...
.
.
"Porque quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós..."
(Paulo Coelho)

Minha cor

Minha flor

Minha cara

Quarta estrela

Letras, três

Uma estrada

Não sei se o mundo é bom

Mas ele está melhor

desde que você chegou

E perguntou:Tem lugar pra mim?

Espatódea

Gineceu

Cor de pólen

Sol do dia

Nuvem branca

Sem sardas

Não sei se o mundo é bom

Mas ele está melhor

desde que você chegou

E explicou

O mundo pra mim

Não sei se esse mundo está são

Mas pro mundo que eu vim já não era

Meu mundo não teria razão

Se não fosse você...

( Nando Reis )

Greenpeace todo mundo conhece e também não é novidade que sempre estão lançando campanhas inovadoras para alertar a população mundial dos danos que estamos, cada vez mais, causando ao planeta.

Desta vez o Greenpeace lançou o “Black Pixel Project”, uma campanha muito bacana que visa "apagar" um quadradinho preto em seu monitor para consumir energia (watts).

Um black pixel (o tal quadradinho preto) representa uma economia de 0,057 watts/hora, o que parece ser pouco, mas se 1 milhão de pessoas usarem o black pixel, economizaremos 57.000 watts por hora, uma baita economia.

A ONG informa que já foram poupados 110.920 watts, equivalentes a 1232 geladeiras desligadas ou 924 computadores desligados durante 1 hora. Entre no site, instale o seu (você precisa conferir se seu monitor é compatível) .

Confira abaixo o vídeo da ação:

Eu já fiz minha parte contra o aquecimento global, e você?

...Dodói...
.
.
Nunca tinha ouvido falar em Luiz Tatit, nem conhecia nenhuma de suas músicas (aliás, nem sabia que cantava...rs), pois é, procurando um dia desses outra coisa na net acabei me deparando com esta letra de sua autoria. Uma letra que não tem nada, NADA MESMO de poético, mas não sei bem por que gostei, acho que porque é engraçadinha e nunca ninguém teria coragem de gravar algo do tipo... só o Luiz Tatit mesmo...rs
Lá vai...
.
Eu ando tão dodói
Mas tão dodói
Que quando ando dói
Quando não ando dói
Meu corpo todo dói
Tendão dói
Dedão dói
Pomo-de-adão dói
Ouvido dói
Libido dói
Fígado dó
Até meu dom dói
Pois quando canto
Não importa o tom dói

quarta-feira, 22 de julho de 2009

...Fraseando...
.

"Me ame ou me odeie, o mais ou menos que me incomoda..."

(Cazuza)

segunda-feira, 20 de julho de 2009

...Coisas que nunca contei por aqui e o mundo nem parou por causa disso...(rs)
.
.
.
1) Tomo banho demorado, e bem quente; 2) Arranco esmalte da unha com o dente; 3) Tenho amor por música eletrônica mas adoro de paixão Chico Buarque; 4) Não consigo olhar pra nada pontiagudo (não me pergunte o porquê); 5) Não combino sapato com bolsa, de jeito maneira! rs; 6) Acho a combinação roxo com amarelo perfeita; 7) Não consigo rir baixo; 8) Detesto salto plataforma; 9) Estou sempre tentando parar de fumar; 10) Ainda tenho dúvida se quero seguir ciências contábeis, marketing ou moda; 11) Como sal e logo sinto vontade de comer doce; 12) Amo andar descalça; 13) Prefiro gloss do que batom; 14) Vaidosa até falar chega!; 15) Canto mesmo sem saber a letra; 16) Não preciso andar "pelada" pra chamar atenção; 17) Prefiro gestos do que palavras; 18) Tenho bons e velhos amigos; 19) Não sei falar não; 20) Mesmo magra, prefiro carne branca, guaraná natural, queijo branco, iogurte...; 21) Amo meu sobrinho incondicionalmente; 22) Sempre quero mais uma tatoo; 22) Fissurada em tudo que é diferente; 23) Namoro há quase 8 anos e ainda sou completamente apaixonada por ele; 24) Vou casar na praia; 25) Tenho verdadeira paixão por bolsas e sapatos (um pouquinho de futilidade não faz mal a ninguém...rs); 26) Chego na praia de manhã e só vou embora quando o sol se pôs; 27) Acho esmalte vermelho tudo; 28) Amo cozinhar e comer também...; 29) Não gosto de lavar louça; 30) Um dia ainda moro no Leblon; 31) Durmo muito; 32) Choro pouco; 33) Detesto ser acordada; 34) Meu cheiro? Issey Miyake; 35) Já fui loira, ruiva mas gosto mesmo é de ser morena; 36) Organizada o suficiente...rs; 37) Adoro viajar; 38) Não como arroz e feijão misturados; 39) Tenho um andar super elogiado; 40) Adoraria voar e ter asas bem grandes e fofas assim como Nicolas Cage em "Cidade dos Anjos"... ...
Toda mulher é meio Leila Diniz...
Numa entrevista histórica ao semanário "O Pasquim", em 1969, Leila Diniz disse: "Você pode amar muito uma pessoa e ir para a cama com outra. Já aconteceu comigo". Para a moral da época, foi algo revolucionário. Jovem, alegre e bonita, Leila falava de sua vida sem constrangimento algum. Algumas frases ... =========== “Nem de amores eu morreria porque eu gosto mesmo é de viver de amores” “Cafuné na cabeça, malandro, eu quero até de macaco”. “Viver, intensamente, é você chorar, rir, sofrer, participar das coisas, achar a verdade nas coisas que faz. Encontrar em cada gesto da vida o sentido exato para que acredite nele e o sinta intensamente." "Você pode amar muito uma pessoa e ir pra cama com outra”. “Sempre andei sozinha. Me dou bem comigo mesma” “Eu trepo de manhã, de tarde e de noite”. “Todos os cafajestes que conheci na vida são uns anjos de pessoas”. “Quebro a cara toda hora. Mas só me arrependo do que deixei de fazer por preconceito, problema e neurose”. “Eu durmo com todo mundo! Todo mundo que quer dormir comigo e todo mundo que eu quero dormir”. “Só quero que o amor seja simples, honesto, sem os tabus e fantasias que as pessoas lhe dão”. “Não sou contra o casamento. Mas, muito mais do que representar ou escrever, ele exige dom”. "Eu posso dar para todo mundo, mas não dou para qualquer um”.
Meu Pecado Capital....Luxúria...!
"Nas costas, a aspereza da parede;
na boca,o beijo...
Pelos braços escorrem as alças,você enche as palmas...
Entre meus dedos,
sua vontade expressa e meu corpo arde, sem segredo...
Despertos, os pecados fazem festa,
porque hoje a inocência foi dormir mais cedo..."
...
Receitinha básica:
Como se faz um Deputado?
.
.
*1 Nota de dólar
*1 Dose de falta de caráter
*1 Dose de ganância
*1 Dose de mentira
*1 Pitada de merda
.
.
**Obs. Não exagerar na merda senão você cria um presidente...
"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde às três eu começarei a ser feliz.
Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz.
Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade!
Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração... "
(Diálogo da Raposa para o Principezinho, no livro O Pequeno Príncipe de Saint-Exupéry)
Como dizia o poeta...
.
Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou pra quem chorou pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não
.
(Vinícius de Moraes )
...Fraseando...
.

"Se você tivesse acreditado na minha brincadeira de dizer verdades, teria ouvido as verdades que insisto em dizer brincando. Falei muitas vezes como um palhaço, mas nunca desacreditei da seriedade da platéia que sorria." (Charles Chaplin)

Banheiro Masculino e Feminino
.
.
.
Inusitado, gostei...rs
Defeitos:
Têm os que apontam...
Têm os que corrigem...
.
.
*** Cirurgias gratuitas de lábio leporino e fenda palatina infantil dias 06 e 07 de Agosto***

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Duas bolas...ou...Prazer pela metade!?
.
Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir sorvete de sobremesa, contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente uma bolinha
minúscula do meu sorvete preferido? Uma só.
Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa. Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência, comprar um litro de sorvete bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas
vezes a gente quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.
O sorvete é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.
A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca,de aventuras pela metade. A gente sai pra jantar, mas come pouco.
Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.
Conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de 'fácil').
Adora tomar um banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta.
Quer beijar aquele cara 20 anosmais novo, mas tem medo de fazer papel ridículo.
Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar. E por aí vai.
Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar', tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...
Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem-graça, enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão...
Às vezes dá vontade de fazer tudo 'errado' ? deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balançae os 10 mandamentos.
Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito. Recusar prazeres incompletos e meias porções.
Até Santo Agostinho, que foi santo, uma vez se rebelou e disse uma frase mais ou menos assim:'Deus, dai-me continência e castidade, mas não agora'...
Nós, que não aspiramos à santidadee estamos aqui de passagem, podemos (devemos?) desejar várias bolas de sorvete, bombons de muitos sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado.
Um dia a gente cria juízo. Um dia. Não tem que ser agora.
Por isso, garçom, por favor, me traga: cinco bolas de sorvete de chocolate, um sofá pra eu ver
10 episódios do 'Law and Order', uma caixa de trufas bem macias e o Richard Gere, nu, embrulhado pra presente. OK ? Não necessariamente nessa ordem.
Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago.
.
(Leila Ferreira é uma jornalista que adora colecionar histórias das loucuras e das manias femininas. É autora do livro Mulheres: Por que Será que Elas...?, da Editora Globo)

quarta-feira, 15 de julho de 2009

"...certas canções que ouço cabem tão dentro de mim..."
.
.
.
Se me der um beijo eu gosto
Se me der um tapa eu brigo
Se me der um grito não calo
Se mandar calar mais eu falo
Mas se me der a mão
Claro, aperto
Se for franco
Direto e aberto
Tô contigo amigo e não abro
Vamos ver o diabo de perto
Mas preste bem atenção, seu moço
Não engulo a fruta e o caroço
Minha vida é tutano é osso
Liberdade virou prisão
Se é amor deu e recebeu
Se é suor só o meu e o teu
Verbo eu pra mim já morreu
Quem mandava em mim nem nasceu
É viver e aprender
Vá viver e entender, malandro
Vai compreender
Vá tratar de viver
E se tentar me tolher é igual
Ao fulano de tal que taí
Se é pra ir vamos juntos
Se não é já não tô nem aqui
Recado (Gonzaguinha)
...Pra descontrair...
Pré-Conceito? Tô fora...
Memória

Amar o perdido

deixa confundido

este coração.

Nada pode o olvido

contra o sem sentido

apelo do Não.

As coisas tangíveis

tornam-se insensíveis

à palma da mão.

Mas as coisas findas

muito mais que lindas,

essas ficarão.

(Carlos Drummond de Andrade)

Recebi esta imagem aí pensei com meus botões: " fotografia interessante, mas qualquer um faz isso!" ..... Só depois me dei conta que não era uma foto, e sim uma PINTURA! Incrível.... O autor é Ralph Goings, um americano, dono de uma sensibilidade impressionante....... Quer ver mais? Clique aqui ...... O Site é nota DEZ!
DO TALMUD... O Talmud é um livro onde se encontram condensados, todos os depoimentos, ditados e frases pronunciadas pelos Rabinos através dos tempos. Há uma que termina assim: "... cuida-te quando fazes chorar uma mulher, pois Deus conta as suas lágrimas. A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser espezinhada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual. Debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada ."

Coisas que se atraem...
a..Mãos e seios.

b..Olhos e bunda.

c..Nariz e dedo.

d..Pobre e funk.

e..Mulher e vitrines.

f..Homem e cerveja.

g..Queijo e goiabada.

h..Chifre e dupla sertaneja.

i..Carro de bêbado e poste.

j..Tampa de caneta e orelha.

k..Moeda e carteira de pobre.

l..Tornozelo e pedal de bicicleta.

m..Jato de mijo e a tampa do vaso.

n..Leite fervendo e fogão limpinho.

o..Político e dinheiro público

p..Dedinho do pé e ponta de móveis.

q..Camisa branca e molho de tomate.

r..Tampa de creme dental e ralo de pia.

s..Café preto e a toalha branca da mesa.

t..Dezembro na Globo e Roberto Carlos.

u..Chave trancando a porta e telefone tocando.

v..Show do KLB e controle remoto (Para mudar de canal).

w..Chuva e carro trancado com a chave dentro.

x..Dor de barriga e falta de papel higiênico.

y..Bebedeira e mulher feia.E por último:

z..Mau humor e segunda

terça-feira, 14 de julho de 2009

É mais ou menos por aí...
Bom mesmo é ir a luta com determinação...
abraçar a vida e viver com paixão...
perder com classe e vencer com ousadia...
porque o mundo pertence a quem se atreve.....
E a minha vida é MUITO pra ser insignificante...
É só escolher...
O Caminho é esse:
tem pedra,
tem sol,
tem bandido,
tem mocinho,
tem você amando,
tem você sozinho.
É só escolher:
ou vai, ou fica.......
eu, fui!
Eu...
Eu penso conforme o tempo,
eu danço conforme a música,
eu amo conforme a fome,
eu como conforme a cama,
eu sinto conforme o mundo.........
mas, cá no fundo,
eu não me conformo!
.......NÃO NOS CONTARAM ......
(Martha Medeiros)

Hoje é o momento ideal pra falar de sacanagem.

Mas nada de ménage à trois, sexo selvageme práticas perversas, sinto muito.
Pretendo, sim, é falar das sacanagens que fizeram com a gente.
Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos.
Não nos contaram que amor não é acionado nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja,e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade.
Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo.
Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.
Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um", duas pessoas pensando igual, agindo igual, que isso era que funcionava.
Não nos contaram que isso tem nome: anulação.
Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatórioe que desejos fora de hora devem ser reprimidos.
Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados,
que os que transam pouco são caretas,
que os que transam muito não são confiáveis,
e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto.
Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade.
Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas.
Ah, nem contaram que ninguém vai contar.
Cada um vai ter que descobrir sozinho.
E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz se apaixonar por alguém.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Chicólatra...
Viciados, existem várias categorias... os viciados em trabalho, em cigarro, em álcool, em chocolate, em drogas, em livros, em sexo... eu, eu sou viciada em Chico (o Buarque de Holanda), amo suas composições, suas poesias, suas melodias, sua voz (embora alguns não gostem de seu timbre e pensem que ele é desafinado, sinto muito ele não o é), amo muitooo!!! Prefiro Chico por Chico! Sou Chicólatra e não tenho a menor intenção de curar meu vício, muito pelo contrário...
A história por trás das fotografias mais famosas do mundo:
A agonia de Omayra
Omayra Sanchez foi uma menina vítima do vulcão Nevado do Ruiz durante a erupção que arrasou o povoado de Armero, Colômbia em 1985. Omayra ficou três dias jogada sobre o lodo, água e restos de sua própria casa e presa aos corpos dos próprios pais. Quando os paramédicos de parcos recursos tentaram ajudá-la, comprovaram que era impossível, já que para tirá-la precisavam amputar-lhe as pernas, e a falta de um especialista para tal cirurgia resultaria na morte da menina. Omayra mostrou-se forte até o último momento de sua vida, segundo os paramédicos e jornalistas que a rodeavam. Durante os três dias, manteve-se pensando somente em voltar ao colégio e a seus exames e a convivência com seus amigos. O fotógrafo Frank Fournier, fez uma foto de Omayra que deu a volta ao mundo e originou uma controvérsia a respeito da indiferença do Governo Colombiano com respeito às vítimas de catástrofes. A fotografia foi publicada meses após o falecimento da garota. Muitos vêem nesta imagem de 1985 o começo do que hoje chamamos Globalização, pois sua agonia foi vivenciada em tempo real pelas câmaras de televisão de todo o mundo.
Espreitando a morte
Em 1994, o fotógrafo Sudanês Kevin Carter ganhou o prêmio Pulitzer de foto jornalismo com uma fotografia tomada na região de Ayod (uma pequena aldeia em Suam), que percorreu o mundo inteiro. A figura esquelética de uma pequena menina, totalmente desnutrida, recostando-se sobre a terra, esgotada pela fome, e a ponto de morrer, enquanto num segundo plano, a figura negra expectante de um abutre se encontra espreitando e esperando o momento preciso da morte da garota. Quatro meses depois, abrumado pela culpa e conduzido por uma forte dependência às drogas, Kevin Carter suicidou-se.
O beijo da Time Square

O Beijo de despedida a Guerra foi feita por Victor Jorgensen na Times Square em 14 de Agosto de 1945, onde um soldado da marinha norte-americana beija apaixonadamente uma enfermeira. O que é fora do comum para aquela época é que os dois personagens não eram um casal, eram perfeitos estranhos que haviam acabado de encontrar-se. A fotografia, grande ícone, é considerada uma analogia da excitação e paixão que significa regressar a casa depois de passar uma longa temporada fora, como também a alegria experimentada ao término de uma guerra.

The Falling Man

The Falling Man é o título de uma fotografia tirada por Richard Drew durante os atentados do 11 de setembro de 2001 contra as torres gêmeas do WTC. Na imagem pode-se ver um homem atirando-se de uma das torres. A publicação do documento pouco depois dos atentados irritou a certos setores da opinião pública norte-americana. Ato seguido, a maioria dos meios de comunicação se auto-censurou, preferindo mostrar unicamente fotografias de atos de heroísmo e sacrifício. Ah sim... Mas eles passaram exaustivamente na TV a morte de Saddam...

Execução em Saigon

"O coronel assassinou o preso; mas e eu... assassinei o coronel com minha câmara? - Palavras de Eddie Adams, fotógrafo de guerra, autor desta foto que mostra o assassinato, em um de fevereiro de 1968, por parte do chefe de polícia de Saigon, a sangue frio, de um guerrilheiro do Vietcong. Adams, correspondente em 13 guerras, obteve por esta fotografia um prêmio Pulitzer; mas ficou tão emocionalmente tocado com ela que se converteu em fotógrafo paisagístico.
A imagem de Che
A famosa foto de Che Guevara, conhecida formalmente como "Guerrilheiro Heróico", onde aparece seu rosto com a boina negra olhando ao longe, foi tirada por Alberto Korda em cinco de março de 1960 quando Guevara tinha 31 anos num enterro de vítimas de uma explosão. Somente foi publicada sete anos depois. O Instituto de Arte de Maryland - EUA denominou-a "A mais famosa fotografia e maior ícone gráfico do mundo do século XX". É, sem sombra de dúvidas, a imagem mais reproduzida de toda a história expressa um símbolo universal de rebeldia, em todas suas interpretações, (segue sendo um ícone para a juventude não filiada às tendências políticas principais).
A menina do Vietnã
Em oito de junho de 1972, um avião norte-americano bombardeou a população de Trang Bang com napalm. Ali se encontrava Kim Phuc e sua família. Com sua roupa em chamas, a menina de nove anos corria em meio ao povo desesperado e no momento, que suas roupas tinham sido consumidas, o fotógrafo Nic Ut registou a famosa imagem. Depois, Nic levou-a para um hospital onde ela permaneceu por durante 14 meses sendo submetida a 17 operações de enxerto de pele. Qualquer um que vê essa fotografia, mesmo que menos sensível, poderá ver a profundidade do sofrimento, a desesperança, a dor humana na guerra, especialmente para as crianças. Hoje em dia Pham Thi Kim Phuc está casada, com dois filhos e reside no Canadá onde preside a "Fundação Kim Phuc", dedicada a ajudar as crianças vítimas da guerra e é embaixadora da UNESCO.
Triunfo dos Aliados

Esta fotografia do triunfo dos aliados na segunda guerra, onde um soldado Russo agita a bandeira soviética no alto de um prédio, demorou a ser publicada, pois as autoridades Russas quiseram modificá-la. A bandeira era na verdade uma toalha de mesa vermelha e o soldado aparecia com dois relógios no pulso, possivelmente produto de saque. Sendo assim foi modificada para que não ficase feio para os soviéticos.

Necessidade Soldados e aldeãos cavam sepulturas para as vítimas de um grande terremoto acontecido em 2002 no Irã enquanto um menino segura as calças do pai antes dele ser enterrado.

Protesto silencioso

Thich Quang Duc, nascido em 1897, foi um monge budista vietnamita que se sacrificou até a morte numa rua movimentada de Saigon em 11 de junho de 1963. Seu ato foi repetido por outros monges. Enquanto seu corpo ardia sob as chamas, o monge manteve-se completamente imóvel. Não gritou, nem sequer fez um pequeno ruído. Thich Quang Duc protestava contra a maneira que a sociedade oprimia a religião Budista em seu país. Após sua morte, seu corpo foi cremado conforme à tradição budista. Durante a cremação seu coração manteve-se intacto, pelo que foi considerado como quase santo e seu coração foi transladado aos cuidados do Banco de Reserva do Vietnã como relíquia.

O homem do tanque de Tiananmen

Também conhecido como o "Rebelde Desconhecido", esta foi a alcunha que foi atribuído a um jovem anônimo que se tornou internacionalmente famoso ao ser gravado e fotografado em pé em frente a uma linha de vários tanques durante a revolta da Praça de Tiananmen de 1989 na República Popular Chinesa. A foto foi tirada por Jeff Widener, e na mesma noite foi capa de centenas de jornais, noticiários e revistas de todo mundo. O jovem estudante (certamente morto horas depois) interpôs se a duas linhas de tanques que tentavam avançar. No ocidente as imagens do rebelde foram apresentadas como um símbolo do movimento democrático Chinês: um jovem arriscando a vida para opor-se a um esquadrão militar. Na China, a imagem foi usada pelo governo como símbolo do cuidado dos soldados do Exército Popular de Libertação para proteger o povo chinês: apesar das ordens de avançar, o condutor do tanque recusou fazê-lo se isso implicava causar algum dano a um cidadão (hã hã).

A menina Afegã

Sharbat Gula foi fotografada quando tinha 12 anos pelo fotógrafo Steve McCurry, em junho de 1984. Foi no acampamento de refugiados Nasir Bagh do Paquistão durante a guerra contra a invasão soviética. Sua foto foi publicada na capa da National Geographic em junho de 1985 e, devido a seu expressivo rosto de olhos verdes, a capa converteu-se numa das mais famosas da revista e do mundo. No entanto, naquele tempo ninguém sabia o nome da garota. O mesmo homem que a fotografou realizou uma busca à jovem que durou exatos 17 anos. Em janeiro de 2002, encontrou a menina, já uma mulher de 30 anos e pôde saber seu nome. Sharbat Gula vive numa aldeia remota do Afeganistão, é uma mulher tradicional pastún, casada e mãe de três filhos. Ela regressou ao Afeganistão em 1992.

Então me diz qual é a graça
De já saber o fim da estrada,
Quando se parte rumo ao nada?
(Paulinho Moska)
Que livro eu sou?
Se você fosse um livro nacional, qual livro seria? Um best-seller ultrapopular ou um relato intimista? Faça o teste aqui e descubra. Mesmo que as alternativas para responder tenham um caráter bastante estereotipado achei o teste bacaninha. E o meu resultado foi o seguinte:
"O alquimista", de Paulo Coelho
Há alguém no seu bairro, na sua empresa ou mesmo na região que não te conheça? Bem, podem não te conhecer pessoalmente, mas já ouviram falar de você com certeza. Popular e carismático, você está para as pessoas ao seu redor o que os best-sellers estão para os leitores: todo mundo conhece, a maioria gosta e/ou admira, mas alguns torcem o nariz devido ao seu excesso de popularidade, ou, é preciso dizer, de superficialidade mesmo. Afinal, essa personalidade que agrada a todos pode ter um quê de falta de personalidade, não é não? Bem, de toda forma, você não se importa com isso. O que importa é compartilhar a sua experiência de vida – mística ou não – e atrair admiradores."O alquimista" (1988) é, possivelmente, a mais conhecida das obras de Paulo Coelho, o mago das vendas em livrarias brasileiras e internacionais. Fenômeno de popularidade, já vendeu quase 38 milhões de cópias em todo o mundo e foi publicado em cerca de 140 países. E, claro, ocupa a cabeceira de muita gente em busca de autoconhecimento e entretenimento esotérico.
"Doidas e santas", de Martha Medeiros
Moderninha e solteira, ou radiante de véu e grinalda? Eis a questão da jovem (ou nem tão jovem) mulher profissional, cosmopolita e, apesar de tudo, muito romântica. Eis a sua questão! Confesse: quantas horas semanais você gasta conversando sobre encontros e desencontros sentimentais com as suas amigas? Aliás, conversando não. Analisando, destrinchando... Mas isso não quer dizer que você só questione a existência de príncipe encantado, não. A vida adulta hoje não está fácil para ninguém, como bem mostram as 100 crônicas de "Doidas e Santas" (2008), que retratam os sabores e dissabores da vida sentimental e prática nas grandes cidades.
Obs.: Eu sabia que havia uma Martha Medeiros dentro de mim...rs
Pra ontem...
Imediatista...
Acho que é a melhor palavra. Já tentei de tudo pra mudar.
Até mantras e ioga, mas não tem jeito. Eu quero pra ontem.
Esperar é algo que me corrói os nervos.
Pra que deixar para amanhã se dá pra ser feito hoje?
Não gosto de nada feito em pedaços, me delicio é com a coisa pronta.
Tem tanta ânsia aqui dentro. Tanto querer esparramado...
Tenho pressa de viver!!!
By, Arnaldo Jabor...
Senhoras, eu peço desculpas!
Para todos os homens que dizem:
"Porque comprar a vaca, se você pode beber o leite de graça?", aqui está a novidade para vocês:
- Hoje em dia 80% das mulheres são contra o casamento e sabem por quê?
"Porque as mulheres perceberam que não vale a pena comprar um porco inteiro só para ter uma lingüiça!".
Nada mais justo!
Você tem controle do seu pé?
Se não conseguir, pelo menos dará boas risadas...
Tire a prova você mesmo, para ver se você tem controle de seu pé direito.Vale a pena tentar!
Quando você estiver sentado à sua mesa, faça círculos com o seu pé direito no sentido dos ponteiros de um relógio.
Enquanto estiver fazendo isso, desenhe no ar o número 6 com a sua mão direita.
O movimento do seu pé vai mudar de direção...
Vai circular contrário aos ponteiros de um relógio...
Não adianta, é o mesmo local do cérebro que comanda...
Conseguiu? Duvido...

sábado, 11 de julho de 2009

Amizade... Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Reflexão...
"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores (educados, compassivos, responsáveis) para o nosso planeta."
Hoje, se tivesse coragem...
Rasparia a cabeça, fumaria 2 cigarros ao mesmo tempo e tomaria vodca dupla, sem gelo, num copo de geléia.
...
"...Parece a corda e a caçamba, o Brasil e o samba, eu e ela..."
Metade de mim é loira! Minha irmã, linda...
Minha amiga, confidente, minha cúmplice...
É com ela que dou as melhores gargalhadas, e que, quando choro, é a primeira a me oferecer o ombro para desabafar...Sempre com uma palavra que me tira do poço...
Irmãs de sangue, alma e coração...
Somos unidas, com toda a força que essa palavra exprime, e como isso me faz feliz...
Sei que nem sempre sou "boa" com ela, às vezes travo, me perco, tanto a dizer e acabo apenas ficando calada...
Espero que entenda um pouco de silêncios, porque os meus em relação a ela são repletos de amor e muita admiração...
Nem eu mesmo sei explicar o quanto a amo e o quanto é importante pra mim...Só sei dizer que é muito, muito mesmo...Meio clichê,né!? Sim! Mas o que importa? É a mais pura verdade...
Te amo muito minha irmã!!!!

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Who is Bad...

...Engraçado, pra mim ele já estava "morto" fazia tempos...

Deixa pra lá...rs

sexta-feira, 3 de julho de 2009

"...Eis o melhor e pior de mim, o meu termômetro, o meu quilate...Só não se perca ao entrar no meu infinito particular..."
(Marisa Monte)
EU QUERO...

MUITO!!!!!!!!!

(Fica a deixa...rs)

"...Tentar e falhar é, pelo menos, aprender. Não chegar a tentar é sofrer a inestimável perda do que poderia ter sido."
(Geraldo Eustáquio)

quarta-feira, 1 de julho de 2009

PÉROLA!
Mais uma pérola do Sr. Luiz Inácio: "Na verdade, não sei quando sou presidente e quando sou candidato..." "RESPOSTA DO ZÉ SIMÃO: "Quando ele está fazendo merda é presidente; Quando está prometendo merda é candidato." (Simples assim...rs)
"...Mas não se esqueça: Assim como misturar bebidas, misturar pessoas também pode dar ressaca..."
"Retrospectiva 2009: Como a internet modificou a minha vida!"
( by Cipriano Morais )

Estive fazendo um levantamento de todas as baboseiras que me enviaram pela Internet e observei como elas mudaram a minha vida: Primeiro deixei de ir a bares e boates com medo de me envolver com alguém ligado a alguma quadrilha de ladrões de órgãos e que me roubem as córneas, me arranquem os dois rins ou até mesmo esperma deixando-me estirado dentro de uma banheira cheia de gelo com uma mensagem: "Chame a emergência ou morrerá". Assim deixei também de ir ao cinema com medo de sentar-me em uma poltrona com seringa infectada com o vírus da AIDS. Depois parei de atender ao telefone para evitar que me pedissem para digitar *9 e minha linha ser clonada e eu ter de pagar uma conta telefônica astronômica. Acabei dando o meu celular porque iriam me presentear com um modelo mais novo da Ericson que nunca chegou. Então tive de comprar outro mas abandonei-o em um canto com medo que as microondas me dessem câncer no cérebro. Deixei de comer vários alimentos com medo dos estrógenos. Parei de comer galinha e hambúrgueres porque eles são, nada mais, que carne de monstros horríveis sem olhos, cabeludos e cultivados em um laboratório. Deixei de ter relações sexuais por medo de comprar preservativos furados que me contagiem com alguma doença venérea. Aproveitei e abandonei o hábito de tomar qualquer coisa em lata para não morrer pela urina de rato. Deixei de ir aos shoppings com medo que sequestrem a minha mulher e a obriguem a gastar todos os limites do cartão de crédito ou coloquem alguém morto no porta malas do automóvel dela. Eu também doei todas minhas poupanças à conta de Brian, um menino doente que estava a ponto de morrer umas 700 vezes no hospital. Eu participei arduamente em uma campanha contra a tortura de alguns ursos asiáticos que tinham a bílis extraída, e contra o desmatamento da floresta amazônica. Fiquei praticamente arruinado financeiramente por comprar todos os antivírus existentes para evitar que a maldita rã da Budweiser invadisse o meu micro ou que os teletubies se apoderassem do meu protetor de tela. Deixei de fazer, tomar e comer tantas coisas que quase morro desnutrido. Cansei de esperar junto a minha caixa de correio os US$ 150.000 que a Microsoft e a AOL me mandariam na participação de rastreio de e-mails enviados. Nem tampouco chegou o telefone Ericson muito menos a passagem para a Disneylândia. Quis fazer o meu testamento e entregá-lo ao meu advogado para doar os meus bens para a instituição beneficente que recebe um centavo de dólar por cada pessoa que anota seu nome na corrente pela luta da independência das mulheres no Paquistão, mas não pude entregar porque tive medo de passar a língua sobre a cola na borda do envelope e me contaminar com as baratas incubadas nela, segundo haviam me informado por e-mail. Também não ganhei um milhão de dólares, um Porshe e nem dormi com a Nicole Kidmann, que foram as três coisas que pedi como desejo quando recebi e encaminhei o Tantra Mágico enviado pelo Dalai Lama lá da Índia. E como se não bastasse acabei acreditando que tudo de ruim e de injusto que me aconteceu é porque quebrei todas as correntes ridículas que me enviaram e acabei sendo amaldiçoado. Resultado: estou em tratamento psiquiátrico.